O País – A verdade como notícia

Henrique Gamito diz que EMATUM recebeu USD 3 milhões para a instalação  

Foto: O País

O declarante Henrique Gamito, que à data dos factos desempenhava as funções de administrador executivo da EMATUM, disse hoje, em tribunal, que a empresa recebeu cerca de três milhões de meticais do Credit Suisse. Segundo o declarante, o valor era destinado à instalação da empresa.

Henrique Gamito confirmou ainda que o valor serviu, igualmente, para a remuneração dos membros do Conselho de Administração, que, tal como disse, recebiam um valor líquido de 180 mil meticais, acrescidos ao subsídio de representação, combustível e comunicação, totalizando 200 mil meticais.

Em declaração ao tribunal, disse que o montante foi aplicado, também, para os aspectos inerentes à logística, com destaque para a compra de equipamento, rendas das instalações, bem como para a aquisição de combustível para os barcos. Henrique Gamito disse ao tribunal que não teve qualquer intervenção na emissão de garantias do Estado e que, por isso mesmo, não recebeu nenhuma gratificação por parte do Credit Suisse.

Confirmou ainda que o estudo de viabilidade estava desenquadrado à realidade, justificando pelo facto de os equipamentos terem chegado tarde e com deficiências operacionais. Aliado a isso, o declarante disse que o atum abundante na costa moçambicana é de qualidade inferior com a constante do estudo de viabilidade, assim como a capacidade de processamento não condizia com os padrões internacionais. Henrique Gamito foi administrador executivo entre os anos 2013 e 2016, tendo, igualmente, assumido as funções de administrador não executivo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos