O País – A verdade como notícia

HCM já tem laser de dióxido de carbono para cirurgia da laringe

A laringe é uma doença que provoca problemas respiratórios e vocais, causada pelo vírus HPV, que muitas vezes é confundida com asma. A papilomatose laríngea pode ocorrer em qualquer idade, mas afecta mais a crianças. A cirurgia é a melhor forma de controlar a doença que não tem cura e pode ser recorrente.

Os responsáveis pelas crianças, poucas vezes dão importância a rouquidão, grito e choro fraco ou outras alterações da voz e chegam ao hospital quando a doença já provocou complicações respiratórias graves.

O diagnóstico do tumor é identificado por laringoscopia. Um exame disponível no departamento de otorrinolaringologia do Hospital Central de Maputo.

A remoção cirúrgica dos papilomas é o tratamento geralmente realizado. Muitas crianças necessitam de numerosos procedimentos durante a infância para extrair os tumores cada vez que eles reaparecem.

O HCM, já dispõe de um novo método para realização da cirurgia, trata-se do laser de dióxido de carbono. O laser vaporiza a lesão com pouco sangramento e baixos riscos de danos às pregas vocais, além de prolongar o reaparecimento de novos tumores.

A nossa equipa de reportagem acompanhou a cirurgia de uma paciente de apenas três anos de idade. A cirurgia é delicada e dura em média 30 minutos, dependendo da quantidade dos papilomas. O paciente é aplicado uma anestesia geral. Durante a operação, os médicos tem um monitor pelo qual acompanham a actuação do laser sobre os tumores. No final do processo o paciente é reanimado e fica pelo menos 24 horas em observação.

A intervenção foi realizada por uma equipa de especialistas moçambicanos que passaram por um treinamento para o uso do laser, e por três médicos portugueses no âmbito de um projecto designado Plano Moçambicano para rastreio e tratamento de papilomatoses.

Nesta primeira fase foram rastreadas 50 crianças e selecionadas 25 para serem submetidas a cirurgia. E há perspetivas de mais intervenções.
Mas a cirurgia não é tudo. Para a criança recuperar a voz é preciso fazer uma reabilitação da voz.

E especialistas alertam que quando não operados, os papilomas na laringe podem espalhar-se para a traqueia e os pulmões, bloqueando as vias respiratórias. Embora seja raro, eles podem tornar-se tumores malignos.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos