O País – A verdade como notícia

HCM doou desde 2018 leite humano a mais de 400 bebés prematuros

O único banco de leite humano no país já doou leite de peito a mais de 400 bebés que nasceram prematuros ou com alguma complicação de saúde. As autoridades de saúde garantem que o banco de leite está em condições estáveis para responder à demanda e incentivam mães a doarem mais leite.

São elegíveis ao leite do peito os bebés prematuros cujas mães não o produzem em quantidade e qualidade necessárias e os recém-nascidos submetidos a cirurgias.

Francinia Fenias, de 27 anos de idade, mãe pela segunda vez, quando, há dois meses, deu à luz o bebé que levava no colo, não conseguiu amamentá-lo e teve que recorrer ao banco de leite. “Recebi leite de uma outra mãe porque, no começo, eu não o produzia”, explicou a jovem mãe que também garantiu que já consegue produzir o líquido vital para a sua filha.

Cláudia Vanessa, uma das várias mães que quebraram o tabu e doam o seu leite de peito para ajudar outras tantas  crianças, diz ser uma experiência, diga-se, heroica. “Como mãe, sinto-me muito bem e motivo todas as outras, que ainda não aderiram ou que tenham alguma dúvida sobre a doação de leite, a fazê-lo, porque, assim, estaremos a contribuir para um mundo melhor.”

Em Moçambique, existe o Banco de Leite a funcionar no Hospital Central de Maputo, desde 2018. São atendidas, naquela unidade, bebés que nasceram no local ou transferidos. Para garantir a segurança dos recém-nascidos, faz-se a colecta do leite de uma mãe dadora, depois a purificação, que decorre em aparelhos eléctricos e, de seguida, o líquido é submetido ao controlo de qualidade e, ao responder aos padrões exigidos, é conservado em geleiras para, posteriormente, ser administrado ao bebé, conforme esclareceu Sónia Bandeira, directora do Banco de Leite do Hospital Central de Maputo, que deu, igualmente, a conhecer os progressos que o feito trouxe para a saúde.

“Até a este momento, já demos leite a mais de 400 bebés. Isto significa que, anualmente, atendemos uma média de 100 bebés, mas nós agimos conforme a demanda. Se aparecerem dez bebés a precisar de leite, nós temos que dar leite aos dez bebés”, avançou Sónia Bandeira, directora do Banco de Leite do HCM.

Estas declarações foram feitas hoje, alusivo ao Dia Mundial de Doação do Leite Humano, celebrado sob o lema “Gotas de amor para um mundo melhor”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos