O País – A verdade como notícia

Guterres pede revisão das sanções impostas ao Afeganistão

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, apelou ontem à comunidade internacional para que levantasse algumas sanções impostas ao Afeganistão, desde que os talibãs tomaram o poder em Cabul. Guterres diz que o país está “preso por um fio”, uma vez que a crise humanitária tende a crescer cada vez mais.

Desde que o exército norte-americano retirou as suas tropas do país e o poder foi tomado pelo grupo armado talibã, a fome intensificou-se, facto que levou várias organizações não-governamentais a alertarem a comunidade internacional sobre esta realidade que tem sufocado o Afeganistão.

Além da fome, António Guterres aponta para as graves falhas nos serviços públicos, na educação e na falta de capacidade financeira do Governo talibã, como factores que têm levado o país abaixo.

“Precisamos de suspender as regras e condições que restringem, não só a economia do Afeganistão, como também as missões humanitárias. Neste momento de extrema necessidade, estas regras têm de ser seriamente revistas”, apelou Guterres.

António Guterres disse ainda que o mundo precisa de “dar garantias legais às instituições financeiras e aos parceiros comerciais, para que possam trabalhar com as organizações humanitárias, sem medo de quebrar as sanções”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos