O País – A verdade como notícia

Guerra na Ucrânia força deslocação de 520 mil pessoas

Pelo menos 520 mil pessoas abandonaram a Ucrânia, desde o início da invasão russa, na semana passada. A informação foi avançada, esta segunda-feira, pelo Alto-Comissário das Nações Unidas citado pela Lusa.

Segundo Filippo Grandi, chefe da Agência de Refugiados da Organização das Nações Unidas, dessas 520 mil pessoas, 280 mil (cerca de 53%) fugiram para a Polónia, 94 mil para a Hungria, 40 mil para a Moldávia, 34 mil para a Roménia, 30 mil para a Eslováquia e 10 mil para outros países europeus. Nós também temos um número significativo que foi para a Federação Russa.

O chefe da Agência de Refugiados revelou ainda que o número de refugiados tende a aumentar e, por esta razão, as suas equipas estão a intensificar esforços humanitários.

“Devido ao facto de a situação estar a acelerar-se tão rapidamente e também pelos níveis de risco estarem altos neste momento, é impossível distribuir, sistematicamente, a ajuda que os ucranianos precisam desesperadamente”, disse Filippo Grandi.

“Os civis e a infra-estrutura civil devem ser protegidos e poupados, devendo ser garantida a ajuda humanitária a todos aqueles que foram afectados pela guerra. Falhar nisso vai levar a um nível extraordinário de sofrimento”, realçou o responsável.

A ONU indicou também que 102 pessoas morreram, nos últimos dias.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos