O País – A verdade como notícia

Grupo Armil diz que seguiu todas formalidades para ser cedido parque infantil de Chimoio

O grupo Armil diz que seguiu todas as formalidades legais para ser cedido pelo município de Chimoio o parque infantil 29 de Setembro. O mesmo refere ainda que se existem irregularidades, devem ser sanadas pelo município sem ter que prejudicar as cláusulas contratuais.

Muhammad Mubin foi quem rubricou com o anterior edil de Chimoio, em nome do grupo Armil o contrato de cedência do parque infantil 29 de Setembro. Este diz que o facto de a Assembleia municipal não ter tomado conhecimento do negócio, a responsabilidade deve recair ao município.

“Nós concorremos e fomos adjudicados o concurso e houve vários parâmetros legais para chegar ao contrato. Se passou ou não pela assembleia não é do nosso conhecimento porque estes são procedimentos internos do município”, alegou Mubin.

Questionado sobre a obra que está ser erguida dentro do parque, respondeu.

“é um centro comercial que vai trazer beleza a cidade e se não há placa é por causa da pressão do município em tentar várias vezes paralisar a obra, sem nexo”, argumentou.

Mubin, disse por outro lado que a construção do centro comercial visa garantir sustentabilidade do próprio parque infantil.

Entretanto, a nossa reportagem ainda não conseguiu ouvir a versão do anterior edil.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos