O País – A verdade como notícia

Governo vê na subida do gás oportunidades de investimentos

Governo vê o aumento dos preços do gás como uma oportunidade para projectos acelerados, disse o ministro da Economia e Finanças, Max Tonela, numa entrevista realizada semana finda em Washington, nos Estados Unidos da América.

Moçambique planeia estabelecer um fundo soberano de riqueza no final deste ano, uma vez que se prepara para iniciar as exportações de gás natural que, segundo o Governo, poderá gerar 96 mil milhões de dólares de receitas para a terceira nação mais pobre do mundo.

Segundo o ministro da Economia e Finanças, Max Tonela, para garantir o sucesso do plano, há necessidade de o país assegurar que a governação do fundo seja suficientemente robusta.

As autoridades estão em vias de finalizar o projecto de legislação que irá reger a gestão do fundo, acrescentou o ministro numa entrevista realizada, na semana finda, em Washington.

Segundo escreve o jornal Further África, o Governo espera que o fundo esteja operacional antes que as primeiras exportações de gás natural liquefeito de Moçambique comecem a fluir até Outubro a partir de um projecto offshore que a Eni SpA está a desenvolver.

O Banco Africano de Desenvolvimento publicou, em Outubro de 2020, uma proposta de modelo para o fundo, o qual, segundo a instituição, iria acumular poupanças e contribuir para a estabilidade fiscal quando os preços das mercadorias flutuam. Ao abrigo deste plano, metade das receitas do Estado deveria ir para o fundo e o resto para o orçamento do Governo durante as duas primeiras décadas de produção de gás natural liquefeito.

Desde então, os dois maiores projectos de exportação desenvolvidos pela TotalEnergies SE e pela ExxonMobil Corporation estagnaram devido a uma insurgência estatal islâmica, enquanto os preços do combustível subiram desde que a Rússia invadiu a Ucrânia.

A TotalEnergies deverá retomar o seu projecto de 20 mil milhões de dólares para produzir 13,1 milhões de toneladas de GNL anualmente até ao final do ano, uma vez que a situação de segurança melhorou na província de Cabo Delgado, onde está sediada, disse Tonela. A ExxonMobil deverá estar pronta para tomar uma decisão final de investimento no seu projecto ainda maior assim que a TotalEnergies levante a força maior do seu trabalho, disse.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos