O País – A verdade como notícia

Governo preocupado com pesca desenfreada do camarão e caranguejo na Zambézia

Os casos de pesca desenfreada do caranguejo do mangal e camarão de superfície na província central da Zambézia está a preocupar o governo provincial. O director provincial do Mar Águas Interiores e Pescas, Júlio Bastos, indicou que o governo está accionar todas as suas forças para bloquear aquela situação, que para além de perigar a extinção de espécies prejudica a economia da província.

Só no período de veda, nos últimos três meses, a província registou cinco casos de pesca ilegal daqueles crustáceos envolvendo empresas chinesas que estão espalhadas nos principais pontos de captura.

O vice-ministro do pelouro, Henriques Bongesse, que esteve a orientar as cerimónias da abertura oficial da campanha de pesca referente ao ano de 2019, esta segunda-feira, na Zambézia, chamou a tensão para o cumprimento da legalização pescatória para o bem da economia nacional.

A contribuição em 2018 da província da Zambézia foram mais de 79 mil toneladas de pesca artesanal.

"Queremos dizer aos pecador que quando decretamos período de veda é justamente para garantir multiplicação de espécie e assegurar melhores produções em período de pesca legal".

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos