O País – A verdade como notícia

Governo necessita de cerca 3,2 biliões de USD para reconstruir áreas afectadas pelo Idai e Kenneth

Arrancou hoje a Conferência Internacional de Doadores para angariar financiamentos para a reconstrução das regiões afectadas pelos ciclones Idai e Kenneth. O Governo necessita de quase 3,2 biliões de dólares para reconstruir o que foi destruído pelos desastres.

No evento, estão reunidos parceiros internacionais do Governo de Moçambique, alguns membros do Governo, Governadores Provinciais, autarcas, sector privado e sociedade civil para analisar o relatório sobre os prejuízos causados e tentar angariar valores necessários para reconstruir as infra-estruturas danificadas e torná-las mais resistentes a futuros desastres. Coube ao Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos apresentar as necessidades para a reconstrução.

“Após o levantamento de danos e perdas os peritos em matérias de avaliação de necessidades pós-desastres das Nações Unidas, Banco Mundial, e união europeia validaram os resultados que apontam para uma necessidade de 3.2 biliões de dólares americanos para reconstrução de infra-estruturas económicas e sociais bem como a recuperação do sector produtivo, privado e social”, referiu ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine.

O valor estipulado tem em vista a adaptação das regiões e das comunidades às mudanças climáticas que podem tornar ciclones eventos extremos.

“Vale a pena referir que o valor orçado para as necessidades teve como principal pressuposto o imperativo de uma reconstrução e recuperação mais resiliente aos efeitos das alterações climáticas de que o nosso país é vulnerável. É considerando a necessidade de resiliência das nossas infra-estruturas, das nossas comunidades e da nossa economia que será exigido um esforço intelectual e sacrifício de todos na concessão, elaboração e implementação de projectos que possam trazer resultados sustentavelmente aceites face aos efeitos das alterações climáticas”, aludiu João Machatine. 

O Director do Gabinete para a Reconstrução apresentou de seguida o relatório do levantamento de prejuízos e necessidades, tendo apontado as principais áreas a beneficiar de financiamento.

A conferência termina este sábado. Esta sexta-feira foi dirigida pelo Primeiro-Ministro e amanhã sábado será pelo Presidente da República que chega esta sexta-feira a Beira.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos