O País – A verdade como notícia

Governo e parceiros preparam plano de reconstrução pós ciclone

O Governo e o seus parceiros de cooperação reuniram-se esta quinta-feira em Maputo para em conjunto preparar uma matriz única e harmonizada das necessidades de reconstrução das zonas afectadas pelo ciclone Idai e pelas cheias na zona centro e no norte de Inhambane.

O Ministro das obras públicas, habitação e recursos hídricos, João Machatine, disse na ocasião que está já em curso a criação do gabinete de reconstrução que contará com diferentes intervenientes incluindo os parceiros de cooperação.

“Neste gabinete poderemos ter toda informação daquilo que se passou do ponto de vista de levantamento dos danos, o seu impacto orçamental, e a sua estratégia de recuperação e também pretendemos que seja este gabinete que ira promover a conferência internacional de doadores que ira acontecer na cidade da Beira", disse João Machatine.

Ainda não há cifras calculadas mas os parceiros entendem que terão que ser priorizados os sectores de infra estruturas, produtivo e social e que a natureza de financiamento será multiforme, mas com maior enfoque nos donativos segundo avançou o embaixador da União Europeia em Moçambique, António Sanches Benedito.

“Será sobretudo doações, o governo tem muitos parceiros e cada um tem os seus próprios mecanismos, regras procedimentos mas acho que existe uma vontade não só de acrescentar os programas actuais que estamos a fazer como também numa certa medida readaptar, reprogramar, os projectos que estão em curso para serem reorientados para as zonas mais afectadas” explicou Sanches Benedito.

Na mesma ocasião o presidente do conselho de administração do fundo de estradas, Ângelo Macuacua, fez saber que neste plano serão abrangidas as obras que estavam em curso e muito provavelmente serão revistos valores contratados com os diferentes empreiteiros
“Isso requererá um esforço financeiro adicional em relação aos valores que haviam sido contratados porque trata-se de evento que estava fora das previsões inicial que foi feita aquando da determinação dos custos” disse Macuacua.

Em representação dos parceiros participaram do encontro para além do embaixador da união europeia, os representantes das nações Unidas, do banco Mundial e do banco Africano de desenvolvimento.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos