O País – A verdade como notícia

Governo ameaça encerrar institutos ilegais em Manica

Na província de Manica, o governo poderá ordenar o encerramento de dois institutos de formação técnico profissional, alegadamente por estarem a funcionar ilegalmente há mais de três anos.

É que ao nível daquela província, funcionam catorze institutos vocacionados ao ensino técnico-profissional, lecionando os níveis básico, médio e superior e sem avançar nomes, o director provincial de Ciência, Tecnologia, Ensino Técnico e Profissional, avançou que dois estão a funcionar ilegalmente, pelo facto de terem sido apenas autorizadas a sua criação, e não a sua entrada em funcionamento.

“Temos estado a tomar atenção a estas instituições que se encontram a funcionar ilegalmente para que paralisem imediatamente as suas actividades até que os seus processos estejam regularizados, uma vez que o pedido de criação não significa autorização para funcionar, que é o que está acontecer”, disse Norberto Mucave, salientando que “estão a funcionar com um grande número de estudantes”.

Enquanto não se encerram, qual é a consequência imediata a que incorrem os referidos institutos que funcionam ilegalmente? Foi a pergunta que colocamos ao Director Provincial de Ciência, Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, o qual respondeu que os estudantes não terão certificado, e consequentemente não serão reconhecidos como graduados.

Entretanto, “O País” sabe que uma das instituições visadas é o Instituto Técnico de Moçambique, que funciona numa residência arrendada algures no bairro Vila nova em Chimoio.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos