O País – A verdade como notícia

Golos no arranque do Moçambola 2022 superam duas edições da última década

Foto: O País

A primeira jornada do Moçambola 2022 teve 10 golos, sendo a terceira edição com menos golos apontados na última década, superando apenas as edições de 2012 e 2015. O Moçambola 2019 é que mais teve golos na primeira jornada, num total de 23 remates certeiros. Em termos de jogadores, nos últimos seis anos, esta edição é a única que não viu nenhum marcar dois ou mais golos.

Nos últimos 10 anos do campeonato nacional de futebol, esta é a única que tem 12 equipas. Ainda assim, não é a pior edição em termos de golos na jornada inaugural, ultrapassando duas edições que tiveram 14 equipas, nomeadamente dos anos 2012 e 2015, período em que foram marcados cinco e seis golos, respectivamente.

O arranque do primeiro Moçambola, com 12 equipas na última década, teve, em termos de remates certeiros, 10 golos, produzidos em seis jogos, contra sete das tais duas edições que tiveram menor número de golos.

Para tal, contribuíram os jogos entre a Liga Desportiva de Maputo e o Matchedje de Mocuba e entre os Ferroviários de Maputo e o da Beira, que produziram três golos cada um. Ou seja, a Liga Desportiva de Maputo goleou os “militares” de Mocuba por 3-0 e os “locomotivas” da Beira vieram a Maputo vencer o homónimo da capital do país por 2-1.

Os restantes jogos terminaram com vitórias de cada uma das equipas, mas com o resultado tangente.

Vale dizer que, nos dois jogos, foram produzidos seis golos, ficando outros quatro às expensas dos Ferroviários de Nampula e Lichinga, Costa do Sol e União Desportiva de Songo, que marcaram um golo cada.

A edição, que teve mais golos na primeira jornada, foi a de 2019, com 16 equipas, tendo sido apontados 23 golos, seguida da edição passada, 2021, que teve 22 golos, já com 14 equipas. Estas duas edições foram as únicas que tiveram acima de 20 golos nos últimos 10 anos.

A edição de 2016, com 19 golos, seguida da de 2014, com 18 e em 2017, com 17 golos apontados, são as que se seguem. Depois destas, a presente edição só é superado por mais dois anos, nomeadamente 2013 e 2018, que tiveram 14 e 13 golos, respectivamente.

 

ÚNICA ABERTURA SEM “BIS” NAS ÚLTIMAS SEIS EDIÇÕES

Outro facto curioso na primeira jornada de uma edição do Moçambola é que, este ano, não houve nenhum jogador a fazer um “bis” ou “hat-trick”, ou seja, nenhum jogador marcou dois ou três golos, das últimas seis edições analisadas.

Na 1ª jornada do Moçambola 2022, foram 10 jogadores que marcaram os 10 golos, nomeadamente Dayo, da União Desportiva de Songo, que apontou o primeiro golo da prova, Isac (Ferroviário de Nampula), Momed, Ivan e Hermínio, este também conhecido por Madala (Liga Desportiva de Maputo), Jorge (Costa do Sol), Mafaite e Jafete (Ferroviário da Beira), Kito (Ferroviário de Maputo), e Vivaldo (Ferroviário de Lichinga).

Nas outras cinco edições subsequentes, jogadores marcaram dois ou três golos, com destaque para Lau King, que, em duas edições (2018 e 2019), marcou dois golos na primeira jornada do Moçambola.

Milton, jogador que estava na Associação Desportiva de Vilankulo (agora a representar o Ferroviário de Nampula), e Henriques, na altura no Desportivo Maputo (agora jogador da União Desportiva de Songo), marcaram dois golos no primeiro jogo da edição passada, o mesmo acontecendo com Lau King (União Desportiva de Songo) e Chawa (na altura jogador do Costa do Sol), que também fizeram dois golos em 2019. Nesse ano, Jafete, que estava no Incomáti de Xinavane, fez um “hat-trick”. Jafete joga, actualmente, no Ferroviário da Beira e voltou a marcar num jogo inaugural da sua equipa.

Nelson, então jogador do Maxaquene em 2016, e Xane, que era jogador do Chingale de Tete em 2015, fizeram, tal como Lau King, em 2017, dois golos na primeira jornada dos respectivos anos.

As próximas jornadas poderão ditar que rumo este Moçambola estará a levar em termos de golos.

Recorde-se que os jogadores pediram à Liga Moçambicana de Futebol para abolir a marca dos 20 golos para a premiação do melhor marcador da prova, ainda mais numa prova com apenas 12 equipas. Entretanto, ainda não houve pronunciamento por parte do organismo que gere o principal campeonato nacional.

 

EDIÇÃO GOLOS | NR. EQUIPAS

2022                  10      12

2021                  22      14

2 019                  23      16

2018                  13      16

2017                   17      16

2016                  19      16

2015                   6        14

2014                  18      14

2013                   14      14

2012                   5        14

 

2021 Milton, da ADV 2

2021 Henriques, GDM 2

2019 Lau King, UDS 2

2019 Jafete, Inc Xin 3

2019 Chawa, C. Sol 2

2018 Lau King, UDS 2

2017 Nelson, Max 2

2016 Xane, Ching 2

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos