O País – A verdade como notícia

Gildo marca e Bruno Langa mais próximo à Liga BWIN

Fotos: Zerozero

Os jogadores moçambicanos, que actuam fora de portas, não tiveram um fim-de-semana de luxo, com oscilações entre titularidade, banco de suplentes, alguns de fora dos convocados e outros ainda lesionados. Os maiores destaques deste fim-de-semana vão, sem dúvidas, para três jogadores, nomeadamente Reinildo Mandava, que foi titular indiscutível, na sua segunda aparição pelo Atlético Madrid, Luís Miquissone, que se tornou no primeiro moçambicano a conquistar uma medalha no Mundial de Clubes, e para Gildo Vilankulos, que marcou um golo na sua equipa.

O lateral esquerdo começa a ocupar o seu lugar no campeão espanhol, depois de ter feito os últimos 25 minutos diante do Barcelona, tendo este fim-de-semana sido chamado à titularidade, num jogo épico, em que o Atlético venceu o Getafe por 4-3.

Já Luís Miquissone jogou os últimos três minutos do embate de atribuição do terceiro lugar, entre o Al Ahly do Egipto e o Al Hilal da Arábia Saudita. Miquissone acabou por conquistar o terceiro lugar, com os egípcios a golearem por 4-0 os sauditas.

Por seu turno, Gildo Vilankulos apontou o primeiro dos dois golos que ditaram a vitória da sua equipa, o Amora FC, diante do Santarém, por 2-0. Foi o 5º golo apontado por Gildo no Amora esta temporada, o segundo consecutivo, depois de ter marcado ao Oriental Dragon.

Outros dos jogadores em destaque é Bruno Langa, que continua a ser peça fundamental no Chaves, na caminhada ao principal escalão do futebol português. Esta segunda-feira, foi titular na vitória da sua equipa, que assim escala a terceira posição da Liga Portugal II, estando nos lugares de ascensão, quando faltam 14 jornadas para o final da prova.

Por seu turno, Manuel Kambala foi titular no empate diante do Mamelodi Sundowns a um golo, com Richard Mbulu, antigo avançado do Costa do Sol a marcar o tento do empate aos 97 minutos.

Com muitos moçambicanos na diáspora, há que ressalvar jovens jogadores que procuram despontar nos seus clubes, tendo sido titulares este fim-de-semana. São os casos de Edson Macuana, na vitória do Vilafranquense sub-19 diante do Belenenses sub-19, por 3-1; Abel Joshua (Maestro), na derrota da sua equipa, o Guimarães, por 1-2, diante do Belenenses, ambos em sub-23; Amâncio Canhemba (Neymar), no empate do Marítimo B diante do Maria da Fonte a dois golos; Simon Cipriano, que marcou um dos golos da vitória da sua equipa, o Leixões, por 1-2, diante do União Oliveirense, em sub-19; e Gianluca Lorenzoni, que não conseguiu ajudar o Puente Genil a evitar derrota diante do AD Cartaya, nos escalões de formação na Espanha.

Já Faizal Bangal marcou um dos golos da sua equipa, o ASD Alcione, por 2-1, diante do Tritium, na terceira divisão do futebol italiano.

David Malembane, que estava sem clube até a bem pouco tempo, acertou contrato com o Lokomotiv Sofia da Bulgária e foi suplente utilizado no empate a um golo diante do CSKA Sofia.

Entretanto, muitos outros jogadores moçambicanos continuam a não ter a titularidade assegurada, casos de Clésio Baúque, que voltou a ser suplente não utilizado na sua equipa, o Marítimo, que venceu o Arouca, fora de portas, por 0-3.

Suplente utilizado foi Francisco Simbine, conhecido como Bonera, no Marítimo B, o mesmo que aconteceu com Pablo Bechards, também no Marítimo, mas sub-23.

Geraldo Matsinhe (Fafe), Witi Quembo (Nacional), Zainadine Jr. (Marítimo), Geny Catamo (Guimarães), Mexer Sitoe (Bordéus da França), Domingues (Royal da África do Sul), Edmilson Dove (Cape Town da RAS) não foram convocados nas respectivas equipas.

Já Kamo Kamo, que joga no Vitória de Setúbal, continua a recuperar-se da lesão e ainda não é opção para a sua equipa técnica.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos