O País – A verdade como notícia

Gaurav defende diversificação de produtos exportados de Moçambique à Índia

O antigo Alto-comissário da Índia em Moçambique, Rudra Gaurav, defende que o país deve diversificar os produtos que exporta para aquele país. Gaurav falava momentos depois de ter se despedido do Chefe do Estado, Filipe Nyusi, junto do ex embaixador da Venezuela na sequência do fim das suas missões.

Moçambique é, actualmente o maior destino dos investimentos indianos em África, absorvendo mais de 35 por cento. E já no fim da sua missão, o Alto-Comissário da Índia que esteve no país por mais de 3 anos, revelou que a sua luta foi para fazer com que moçambique pudesse aumentar as exportações para aquele país.

Entretanto, Rudra Gaurav diz que Moçambique deve procurar aproveitar os recursos que detém para exportar mais produtos além de carvão, castanha de caju e feijão boer.

Quem também está de saída é o diplomata venezuelano, Marlon Penha, que destacou que, durante a sua missão em Moçambique, os dois países reforçaram as relações bilaterais num ritmo aceitável.  

Marlon Penha volta ao seu país, onde está instalada uma tensão política. O Presidente da Assembleia Nacional da Venezuela e líder da oposição, Juan Guaidó, declarou-se ontem Presidente interino do país. E o Governo de Nicolás Maduro não reconhece o Parlamento, que tem maioria opositora. E vários países americanos mostram apoio a Juan Guaidó, tais são os casos dos Estados Unidos e Brasil, sendo que Maduro tem o apoio da Rússia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos