O País – A verdade como notícia

Gabinete da Primeira-Dama recebe carteiras para tirar alunos do chão

Os parceiros do Gabinete da Esposa do Presidente da República, Isaura Nyusi, oferecem mais de 200 carteiras escolares. O donativo que visa melhorar as condições de ensino e aprendizagem nos estabelecimentos afectados pelo terrorismo e pelo ciclone Idai.

O número de crianças que estudam ao relento e sentadas no chão poderá reduzir a partir do próximo ano. Os sinais para o efeito foram dados, este sábado, com a oferta de 295 carteiras ao Gabinete da Primeira-Dama da República.

O donativo, que chega do Instituto Superior de Administração e Gestão de Portugal e do grupo Mecwide, vai, segundo Isaura Nyusi, fazer face à falta de carteiras que se vive, sobretudo, nas zonas rurais e melhorar o processo de ensino e aprendizagem. “Com este gesto, muitas crianças e jovens terão a oportunidade de melhorar as suas condições de aprendizagem, contribuindo desta forma para o seu sucesso escolar”, avançou a esposa do Presidente da República.

Num outro desenvolvimento, a esposa do Presidente da República, disse que o apoio das empresas portuguesas revelam a importância das acções que o Gabinete tem vindo a desenvolver no combate à pobreza e exclusão social. “Por outro lado, este gesto abre portas para que mais entidades possam canalizar os seus apoios para as crianças carenciadas”, concluiu Isaura Nyusi.

“O equipamento escolar vem aliviar a pressão neste sector”, disse, na ocasião, o Vice- Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano, Manuel Bazo, tendo avançado que “neste momento está-se a mapear as zonas mais críticas para se alocar o donativo”.

“Nós temos a necessidade de tirar os alunos sentados no chão. Reconhecemos que as carteiras vão, sem dúvida, aliviar a situação actual, mas há ainda muitos desafios. Existem algumas zonas que são mais criticas, estamos a falar das províncias que foram afectadas pelo terrorismo e as que sofreram com a tempestade do Idai,”revelou Manuel Bazo, Vice-Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano.

O país possui mais de 13 mil escolas primárias e 622 secundárias, todas elas com um universo de aproximadamente oito milhões de alunos e estima-se que destes 1.400 ainda estudem no chão, de acordo com dados do Governo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos