O País – A verdade como notícia

G20 pondera expulsar Rússia

O G20 pondera expulsar a Rússia do grupo financeiro como forma de protesto contra a invasão à Ucrânia.

De acordo com o Notícias ao Minuto, a possibilidade de se expulsar a Rússia do G20 é quase que impossível, a semelhança do que aconteceu com a Rede Europeia de Energia, porque poderá ser vetada por países como a Índia, Arábia Saudita ou China.

Os países estarão a decidir se devem adiar as reuniões do G20 este ano, o que, segundo as mesmas fontes, será uma forma de protesto contra a invasão das tropas russas.

“Têm havido discussões sobre se é apropriado a Rússia fazer parte do G20”, disse uma fonte ligada ao G7. “Se a Rússia se mantiver como membro, a organização vai tornar-se menos útil”, acrescentou.

A exclusão do país do grupo financeiro já tinha sido abordada esta semana. Quando questionado sobre isso, o chanceler alemão respondeu que a questão não pode ser decidida “individualmente” e deve ser discutida entre todos os membros do grupo dos 20.

“Precisamos de negociações directas entre a Rússia e a Ucrânia que vão além do que vemos agora”, acrescentou.

 

CHINA É CONTRA A EXCLUSÃO DA RÚSSIA NO G20

A China diz ser contra a exclusão da Rússia na próxima cimeira do G20, defendendo importância do país para a agremiação. O porta-voz do país asiático defende ainda que “nenhum membro tem o direito de expulsar outro país”.

Segundo escreve a Lusa, a sugestão de exclusão da Rússia do G20 foi colocada pelos Estados Unidos da América e os países aliados após a invasão da Ucrânia, o que dividiu opiniões no grupo financeiro, colocando uns a favor e outros contra.

“A Rússia é um importante país membro [do G20]. Nenhum membro tem o direito de expulsar outro país”, disse o porta-voz da diplomacia chinesa Wang Wenbin, em conferência de imprensa.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos