O País – A verdade como notícia

Fundo Bibliográfico realiza feira de leitura na Manhiça

No próximo dia 30, o Fundo Bibliográfico de Língua Portuguesa vai realizar mais uma feira de leitura. Desta vez, na Escola Secundária da Manhiça, na vila daquele distrito da província de Maputo. O evento inclui actividades com recurso à encenação de contos, projecção de filmes, palestras com alunos do ensino secundário e pintura inspirada nos contos que serão lidos.

Prevista para 300 crianças, a feira de leitura vai iniciar às 9 horas, devendo terminar às 16h. E com o Fundo Bibliográfico, estará a Associação Quiloa, que integra antigos estudantes da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), e que fundou o programa “Quintal de literatura e outras artes”, na cidade da Matola. O objectivo é sempre mesmo, fazer da literatura um modo de vida para os mais novos. Por isso as duas entidades juntaram-se organizaram a feira copara cinco escolas da Manhiça, duas secundárias e três primárias.

Paralelamente à feira de leitura, na Manhiça haverá uma de livros, que estarão à venda com 30 % de desconto, em coordenação com as livrarias.

Para motivar as crianças, o Fundo Bibliográfico decidiu promover alguns concursos, de leitura e de teatro, com premiações.

Próximo mês, a feira será no distrito da Massinga, Inhambane, na sua terceira edição. O evento está marcado para 23 de Abril, data que coincide com o Dia do Livro.

Neste primeiro trimestre do ano, o Fundo Bibliográfico de Língua Portuguesa já realizou três feiras de livro, em parceria com a Textos Editores: em Lichinga (Niassa) e Gurué (Zambézia), de 27 de Fevereiro a 3 deste mês, e Ribaué (Nampula), de 8 a 12. Ainda neste 2019, a instituição governamental já ofereceu cerca de 4500 livros a escolas de Cabo Delgado, Niassa, Zambézia, Tete e Manica. Os livros foram cedidos às escolas por intermédio do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano. O Fundo também ofereceu livros a bibliotecas provinciais e distritais. À Escola Unidade 10, no bairro Chamanculo, na cidade de Maputo, ofereceu 300 livros, o que se enquadra no projecto Biblioteca Modelo, ainda em desenvolvimento naquela escola.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos