O País – A verdade como notícia

Fundação Sérgio Gago junta-se à UEM para fortalecer pesquisa ambiental e gestão de resíduos sólidos

Foi através de um memorando de entendimento celebrado entre a Fundação Sérgio Gago e a Universidade Eduardo Mondlane (UEM), que as duas instituições estabeleceram as bases de colaboração científica e acções que visam à mudança na abordagem ambiental e na gestão de resíduos sólidos.

Formação e treinamento em matérias ambientais, pesquisas na área ambiental e investigação são algumas acções que poderão desenvolver mecanismos eficazes e eficientes no que diz respeito à gestão de resíduos sólidos, sob ponto de vista de tratamento e valorização desta prática.

Através do Centro de Estudos Industriais, Segurança e Ambiente (CEISA), a UEM ocupa-se da investigação nas áreas de ambiente, saúde e segurança ocupacional, de tal forma que, junto da Fundação Sérgio Gago, deverá colaborar na área ambiental que, por sinal, é um dos ramos de acção da FSG no território nacional.

A fim de dar vida ao memorando rubricado, a FSG deverá oferecer ao CEISA temáticas práticas, ou seja, problemas reais e possíveis de serem abordados de forma científica, para além de procurar parcerias junto de stakeholders da área de intervenção.

A coordenação entre ambas as partes deverá resultar em acções práticas após estudos de assuntos devidamente identificados que, consequentemente, irão culminar em projectos executados com as devidas evidências científicas.

“Confere credibilidade aos projectos que fazem parte da carteira da Fundação e olhar para o ambiente é uma questão muito pertinente, pois está na ordem do dia. Neste memorando, as duas instituições têm enfoque na área ambiental”, referiu Sérgio Gago, patrono da Fundação.

As duas instituições deverão trabalhar de forma conjunta durante cinco anos, segundo prescrito no memorando assinado.

Promover a consciência ambiental é um dos pressupostos plasmados no memorando, ao aliar a ciência às boas práticas de gestão de resíduos sólidos na cidade de Maputo. Aliás, para uma abordagem integrada e inovadora de gestão de resíduos sólidos nos bairros periféricos e suburbanos da cidade de Maputo, a Fundação Sérgio Gago desenvolveu o NSILA ZERO, um projecto integrado que se enquadra dentro da estratégia global de gestão de resíduos sólidos urbanos e nos princípios dos 5R (Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar)

Uma das componentes mais importantes do projecto da Fundação Sérgio Gago é o empoderamento económico dos catadores de lixo, em particular das mulheres através do desenvolvimento de iniciativas geradoras de rendimento utilizando materiais reciclados, para além do desenvolvimento de projectos tecnológicos, inovadores e sustentáveis, para aproveitamento dos resíduos sólidos urbanos.

A Fundação Sérgio Gago conta com uma vasta carteira de projectos, em diversas áreas, desde educação, saúde, ambiente até nutrição.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos