O País – A verdade como notícia

Funcionário do BCI denúncia maus-tratos pelo SERNIC

Um dos funcionários da agência do BCI Central na cidade de Quelimane, detido na sequência do assalto desta quinta-feira, denuncia uma situação de tortura por parte dos agentes do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC). Emocionado, o funcionário contou à nossa equipa de reportagem após ter sido colocado gesso no braço no Hospital Geral de Quelimane.

Segundo a vítima, ao longo da noite de ontem ele e os seus colegas passaram por maus-tratos quando estavam a ser investigados. Na ocasião, ele apresentou um raio x que ilustra o relatório médico da lesão no braço.

“Bateram-me no SERNIC, eu e meus colegas, e o braço fraturou pela porrada com chamboco” disse a vítima.

Entretanto, o porta-voz da corporação negou a acusação, mas prometeu esclarecimentos oportunamente.” Dizer que o SERNIC, nas suas actividades, em nenhum momento pautou por agressões, mas estando o caso em investigação, o que nós podemos dizer é que oportunamente comunicaremos à imprensa para alguns detalhes” disse Felisberto Jamal.

Contudo, quanto ao assalto o SERNIC diz que ainda está no encalço dos malfeitores.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos