O País – A verdade como notícia

Frelimo exige currículos virados ao desenvolvimento

O chefe da bancada parlamentar do partido Frelimo, Sérgio Pantie, desafiou as instituições de ensino superiores nacionais, públicas e privadas a apostarem em currículos virados ao desenvolvimento por forma a contribuírem na melhoria de qualidade de vida dos moçambicanos.  

 

Pantie, que falava na cidade da Beira, onde esteve em visita de trabalho, lembrou as instituições de ensino superior que os níveis de desenvolvimento de um país, não podem estar reféns apenas dos esforços do governo. Para ele todos os moçambicanos e de forma particular as universidades e institutos superiores, devem criarem alicerces para o bem-estar e não se preocuparem apenas na produção de lucros.

“O desenvolvimento do país, o combate à pobreza, vai precisar que apostemos muito no saber fazer, em áreas da ciência que possam contribuir para a redução da pobreza, para que por exemplo, na área de agricultura, usando a ciência que se ensina nas universidades e institutos, possamos produzir com maior produtividade para ajudar as nossas comunidades, sobretudo no campo, a terem renda”, exemplificou Pantie.

Pantie falava a jornalista depois de visitar as instalações do ISCTAC, um instituto superior que tem estado a produzir álcool no âmbito da prevenção da COVID-19. Ainda sobre a COVID-19 e já em conferência de  imprensa, Pantie enalteceu os esforços da província de Sofala na luta contra esta doença, mas quer maior esforços.

“Porque a COVID-19 é uma realidade e está a matar no mundo incluindo no nosso país. Queremos convidar a todos moçambicanos a serem agentes que contribua positivamente para cortar a cadeia de contaminação e da propagação da COVID-19”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos