O País – A verdade como notícia

Frelimo diz estar feliz com andamento do Acordo de Paz Definitiva

O secretário-geral da Frelimo, Roque Silva, considera que, volvidos dois anos, após a assinatura de Acordo de Paz Definitiva entre o Governo e Renamo, as partes signatárias desenvolveram confiança para o bom andamento do processo. Entretanto, a não colaboração de alguns membros da Junta Militar da Renamo atrapalha, em certa medida, o desiderato da paz efectiva.

Este é o segundo ano em que o país assinala a data da assinatura do Acordo de Paz Definitiva. Em entrevista exclusiva ao “O País”, o secretário-geral da Frelimo, Roque Silva, considera que houve avanços significativos no processo de DDR.

“O processo de Desarmamento e de Reintegração dos homens residuais da Renamo está a acontecer com muita tranquilidade em toda extensão do país. Basta olharmos para as províncias de Manica e Sofala, onde centenas de antigos guerrilheiros da Renamo foram desmobilizados e reintegrados na sociedade e o mesmo está a haver na Zambézia e Tete. Isto é uma desmonstração clara do esforço que o Presidente Nyusi está a empreender e está a encontrar”, disse.

Entretanto, Roque Silva aponta a falta de colaboração por parte de alguns membros da Junta Militar da Renamo como um caso a não ignorar.

“Não podemos pôr óculos escuros perante a atitude da Junta Militar da Renamo. Mas, nós queremos crer que o próprio partido, se considerarmos que são homens da Renamo, poderão encontrar caminhos que lhes permitirão pôr a mão na consciência, tal como está a acontecer com aqueles que estão a abandonar as matas”, frisou.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos