O País – A verdade como notícia

Frelimo denuncia surgimento de “grupos que promovem tumultos”

A Associação dos Combatentes da Luta de Libertação Nacional (ACCLIN) diz que o partido Frelimo deve estar vigilante, porque “verifica-se, actualmente, um novo fenómeno de existência de grupos que promovem tumultos esporádicos, criando um ambiente de instabilidade social em alguns locais de aglomeração populacional”, alertou Fernando Faustino, secretário-geral da ACCLIN, que falou de “uma onda de anarquia no uso das redes sociais, onde os detractores optam por difamação e calúnias às suas vítimas”.
Para Faustino, isso deve preocupar os “camaradas”, porque pode regredir as conquistas alcançadas nos últimos tempos pelo governo liderado por Filipe Nyusi. 
Por seu turno, as alas femininas e juvenis elogiaram a actual liderança do partido. “Estamos bastante orgulhosos pelo percurso que estamos a desenhar enquanto organização, a Frelimo. Estamos bastante satisfeitos com o percurso que o nosso Governo vai desenhando”, referiu Mety Gondola, presidente da OJM. Para a Organização da Mulher Moçambicana, na voz de Mariazinha Niquice, “a mulher moçambicana está comprometida com a produção e produtividade, para o desenvolvimento sustentável”.
A reunião do Comité Central do partido Frelimo conta com a presença de governadores provinciais e outros membros que não fazem parte daquele órgão. O briefing das discussões havidas ontem, depois da sessão de abertura, será tornado público na manhã de hoje, enquanto o comunicado final do encontro será conhecido no final do dia de hoje, contrariamente ao que estava previsto inicialmente, em que o encerramento estava marcado para sábado.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos