O País – A verdade como notícia

França cria Centro Nacional Contra-Terrorismo

O Presidente de França, Emmanuel Macron, oficializou hoje a criação de uma nova unidade nacional Contra-Terrorismo francesa, para melhorar a partilha de informação e elaborar novas estratégias de segurança, escreve a Lusa.

O Centro foi formalmente apresentado no decorrer de uma reunião do Conselho de Defesa, no Palácio do Eliseu, e na presença dos membros do governo francês e de responsáveis de topo da segurança nacional francesa.

O anúncio surge um dia depois de um polícia ter sido atacado por um jihadista em frente à Catedral de Notre Dame, em Paris.

A nova unidade, que integra 20 pessoas, vai supervisionar e coordenar os esforços da luta contra o terrorismo em território francês e ficará instalada no Palácio do Eliseu.

O Centro vai operar 24/24 horas e responderá directamente ao Presidente Macron, agindo às suas ordens.

Entretanto, analistas das questões de segurança têm vindo a criticar a falta de coordenação entre os serviços secretos internos e externos de França.

Um alto responsável da Presidência francesa revelou que a nova unidade vai formular estratégias para combater a radicalização pela Internet e a difusão 'online' de instruções sobre como realizar um ataque.

Também vai focar-se no tema dos cidadãos franceses que se juntaram ao grupo extremista Estado Islâmico na Síria e no Iraque e que, posteriormente, tentaram regressar ao território francês.

A criação do novo Centro Nacional Contra-Terrorismo foi uma promessa de campanha de Macron. A unidade vai ser liderada por Pierre de Bousquet de Florian, antigo chefe da agência francesa de contraespionagem.

A 21 de Junho serão nomeados novos chefes para os serviços de informações externo e interno.

O Governo francês também vai requerer ao parlamento um prolongamento do estado de emergência em França que deveria terminar a 15 de junho, até 01 de Novembro.

Trata-se do sexto prolongamento do estado de emergência, que confere poderes excecionais à polícia, desde os ataques terroristas de Novembro de 2015.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos