O País – A verdade como notícia

“Forças externas podem querer desestabilizar país”

Francisco Cabo diz que há pessoas que não estão satisfeitas com a soberania do Estado, e por isso desde a independência lutaram para desestabilizá-lo. Convidado a proferir uma palestra, hoje, sobre os acordos de Lusaka, o combatente da Luta de Libertação Nacional defendeu que os moçambicanos devem valorizar o sacrifício dos que deram a vida pela independência.

Cabo diz também que a unidade nacional deve ser a palavra de ordem para todos os moçambicanos, e que não se deve esperar somente pelo Presidente da República e pelo líder da Renamo para a consolidação da paz.

A sete de Setembro de 1974 Moçambique e Portugal assinaram os Acordos de Lusaka, que marcaram o fim de 10 anos de Luta para a independência do país. Outras palestras deverão acontecer ao longo deste mês em celebração do dia vitória, que se assinala nesta quinta-feira. 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos