O País – A verdade como notícia

FMB encoraja campeão na retoma aos treinos

A Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB) encoraja o Ferroviário de Maputo, equipa que em Dezembro vai representar o país na Liga Africana de Basquetebol. A FMB recomenda ao clube a evitar no máximo o contacto entre a equipa e elementos estranhos ao processo de preparação para a prova.

 

À terceira sessão de treinos em campo do Ferroviário de Maputo, após a retoma, um sinal de encorajamento da Federação Moçambicana de Basquetebol (FMB) ao único representante do país na Liga Africana de Basquetebol, competição organizada conjuntamente pela FIBA-África e NBA.

Aliás, há que conjugar esforços para que os campeões nacionais ultrapassem todas dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19 e arranquem boas exibições no certame agendado para Dezembro próximo.

Roque Sebastião, que interagiu quarta-feira com a equipa técnica liderada por Milagre “Mila” Macome diz ser importante transmitir “apoio” aos “locomotivas” que se espera venham a dignificar o basquetebol moçambicano na prova a realizar-se, em princípio, em Kigali, no Ruanda.

“Para nós era importante estar aqui. Já havia o comando para a equipa do Ferroviário de Maputo iniciar os treinos. Naturalmente, havia necessidade de se cumprir alguns pressupostos de acordo com o protocolo de saúde. Posso dizer que estou bastante satisfeito porque esse desiderato é importante para aquilo que se almeja”, explicou o Presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, Roque Sebastião.

Observação de todas medidas de prevenção da Covid-19 e evitar o contactos dos jogadores, equipa técnica e “staff” com elementos estranhos ao processo de treinamento e preparação são as recomendações deixadas pelo órgão reitor do basquetebol nacional.

“Naturalmente, deixei também alguns conselhos que acho bastante importantes. São conselhos relacionados com as recomendações do protocolo de saúde que é limitar ao máximo a presença de elementos estranhos à equipa do Ferroviário de Maputo, tendo em conta que esta equipa foi testada. Clinicamente, podemos dizer, esta equipa está em condições para poder trabalhar”, frisou.

O Ferroviário de Maputo cumpre três sessões por dia, numa clara corrida contra o tempo para a recuperação física e psicológica dos atletas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos