O País – A verdade como notícia

Festa das estrelas promove intercâmbio entre artistas

Foto: O País

A iniciativa da Bawito Music, Festa das estrelas, foi lançada esta quinta-feira, na Cidade de Maputo, e conta com apoio do Governo.

Esta quinta-feira, no Hotel Glória, na Cidade de Maputo, a Bawito Music apresentou, oficialmente, o projecto Festa das estrelas. Essencialmente, trata-se de um movimento que pretende ser anual, durante o mês de Dezembro, com o propósito de unir cantores, músicos, produtores, DJ, apresentadores de TV, locutores, modelos, estilistas e todos aqueles que contribuem para a promoção do entretenimento e das artes em geral no país e no estrangeiro.

No evento, o responsável da Bawito Music, Mr. Bow, reforçou que é fundamental enaltecer aqueles que ajudam a divulgar as artes e a cultura moçambicanas. “Estamos aqui com pessoas muito especiais, que representam a nossa cultura e que são muito amadas, no país e pelo mundo fora. Infelizmente, não foi possível estar com todos os artistas, mas temos aqui pessoas que representam os artistas que não puderam cá estar. Esta iniciativa veio para ficar”, garantiu Mr. Bow.

Segundo acredita Mr. Bow, o intercâmbio proporcionado pela Festa das estrelas vai trazer benefícios visíveis porque havia artistas que nunca tinham tido uma oportunidade de conversar. “Os artistas vão conhecer-se ainda melhor, trocar ideias e fazer colaborações. Muitos sucessos vão aparecer por causa desta iniciativa”, vaticinou o fundador da Bawito Music.

A Festa das estrelas, nesta primeira edição, conta com apoio do Governo, que, no Glória Hotel, fez-se representar pela Ministra da Cultura e Turismo, Eldevina Materula. A este respeito, Bow afirmou: “a presença da Ministra significa que não estamos sozinhos. Recebemos, através dela, a mensagem do Presidente da República, Filipe Nyusi, que nos felicita e faz votos de que esta postura continue entre nós”.

Na primeira pessoa, Eldevina Materula explicou que o Governo esteve representado no evento porque está e deve estar com os artistas. “Estas estrelas, que estão aqui representadas por este pequeno número de artistas, mostra que foram resilientes, reinventaram-se a meio da pandemia para poder ter o seu pão à mesa. Estas estrelas não estão aqui para reclamar, mas para celebrar a vida, a moçambicanidade, reconhecendo que há muitos desafios e muito por fazer, conscientes da importância da sua arte, da sua cultura e do seu trabalho para o nosso país. Por isso, temos de estar com a Bawito Music, com o Mr. Bow e com todos os que têm levado a bandeira de Moçambique além-fronteiras”.

Para os artistas convidados, Festa das estrelas é um evento necessário, e justificaram: “Festa das estrelas é evento muito positivo e bonito. É importante que os artistas se reúnam. A música e as artes são fontes que aliviam as pessoas. Nós, como músicos, já nos encontramos algumas vezes, mas, desta forma… isto vai valer muito para o público moçambicano”, afirmou Ziqo.

A reforçar, Nelson Nhachungue acrescentou que a união entre os artistas e promotores do entretenimento é essencial porque assim o nome de Moçambique pode ser bem projectado para o estrangeiro. “É salutar, num evento deste, conviver e trocar ideias com os colegas. Talvez, neste evento, possam surgir algumas parcerias entre os artistas, o que é necessário, principalmente para esta fase em que vivemos”.

A finalizar, Júlia Duarte disse que é importante o intercâmbio promovido pela Bawito Music “porque há muito tempo que não nos víamos e não nos reuníamos. De uma forma ou de outra, este evento vai reanimar alguns artistas que estavam desanimados porque já não trabalham como deve ser. Penso que para o ano faremos um balanço positivo do resultado das parcerias que surgiram neste evento”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos