O País – A verdade como notícia

Ferroviário e Costa do Sol decidem título no “Nutrição”

Ferroviário de Maputo e Costa do Sol protagonizam, sábado, às 16h00, no pavilhão da Universidade Eduardo Mondlane, a final do Torneio Nutrição de basquetebol em seniores masculinos. A anteceder esta partida, A Politécnica e Costa do Sol batem-se no duelo de atribuição do terceiro lugar da competição.

É a final desejada, afinal estamos em presença de dois dos clubes mais “musculados” desportiva e financeiramente na capital do país.

Com a concentração de alguns dos destaques do basquetebol da actualidade, Ferroviário de Maputo vs Costa do Sol é sempre um duelo a seguir com atenção, até pela “luta acérrima” pelo pelos lugares de pódio nas competições internas. Aliás, “canarinhos” e “locomotivas” foram protagonistas da final da edição 2019 da Liga Moçambicana de Basquetebol Mozal, com o conjunto verde-e-branco a superiorizar-se na final com um 3-0 num “play-off” a melhor de cinco jogos.

Depois de perder a final, mesmo num ano em que as provas viriam a ser interrompidas por força da COVID-19, o Costa do Sol foi buscar atletas internacionais com claro objectivo de construir um plantel equilibrado.

E, esta temporada, a fasquia é claramente elevada dado leque de opções que Miguel Guambe apresenta, acrescentando-se alguma experiência por parte de jogadores com passagem pela selecção nacional.

De resto, e o objectivo passa claramente por voltar a estar na mó de cima, o Costa do Sol derrotou os campeões nacionais por 94-77, num jogo, diga-se, com uma boa pontuação. De olhos no título, o Ferroviário de Maputo parte para este confronto com objectivo de se redimir deste desaire. Mesmo com uma equipa renovada, Milagre “Mila” Macome, aliás, o Ferroviário de Maputo continua a ambicionar conquistar todos troféus que disputa.

Depois da excelente prestação na edição de estreia da Liga Africana de Basquetebol, prova na qual ocuparam a quinta posição, os “locomotivas” querem manter o respeito a grandeza na modalidade da bola ao cesto ao nível interno.

Às 14h00, no mesmo recinto, teremos o jogo de atribuição do terceiro lugar no Torneio Nutrição. Campeã da cidade, a A Politécnica mede forças com o Maxaquene, conjunto mais titulado do país.

É um jogo entre duas formações remodeladas devido a razia que sofreram nos últimos anos com a saída as suas principais unidades.

 

COVID-19 FORÇA ADIAMENTO DA FINAL EM FEMININOS

O Ferroviário de Maputo comunicou, há dias, a Associação de Basquetebol da cidade de Maputo a existência de alguns casos de COVID-19 no plantel da equipa sénior feminina de basquetebol, cenário que forçou quarentena por parte do plantel. Analisados os factos, e em defesa da saúde e verdade desportiva, a Associação de Basquetebol da cidade de Maputo decidiu adiar esta partida para uma data a anunciar. Esta é igualmente uma das partidas aguardadas com inusitada expectativa, até porque os dois conjuntos têm assumido o protagonismo na modalidade. O Ferroviário de Maputo pretende manter a sua hegemonia, enquanto o Costa do Sol, que se reforçou em várias posições, quer abrir uma nova página no basquetebol.

Entretanto, esta sexta-feira, A Politécnica e Maxaquene batem-se pelo terceiro lugar ao nível dos seniores femininos. Com plantéis modestos e, acima de tudo, compostos por atletas com grande ambição de se projectarem no basquetebol moçambicano daí que tudo darão na quadra para proporcionarem um bom espectáculo. São, acima de tudo, plantéis que se equivalem os da A Politécnica e Maxaquene.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos