O País – A verdade como notícia

Ferroviário de Maputo vs Costa do Sol abrem época basquetebolística

 
É já no sábado que arranca, oficialmente, a temporada 2017-2018 de basquetebol ao nível da capital do país, com a disputa da supertaça, em masculinos e femininos. E nada melhor que o sensacional Ferroviário de Maputo vs Costa do Sol, campeão e vice-campeão, respectivamente, para “matar” as saudades dos amantes da bola-ao-cesto.

Na quadra do pavilhão do Maxaquene, estarão duas das melhores equipas da actualidade ao nível de seniores femininos, porquanto apresentam plantéis recheados de grandes valores. De resto, as duas equipas contribuíram com um número considerável de jogadoras para a selecção nacional de basquetebol que, em Agosto, ficou em quarto lugar no “Afrobasket” de Mali.

O Ferroviário de Maputo quer iniciar a época 2017-2018 tal como terminou a temporada passada: a vencer. Pelo que não só manteve a estrutura ganhadora, como também reforçou a sua equipa técnica, com a integração de Iñaki Garcia, treinador principal, Carlos “Bitcho” Niquice e Leonel “Mabê” Manhique, adjuntos.

As tetracampeãs nacionais pretendem fazer deste jogo um dos ensaios para a fase preliminar da zona VI da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Basquetebol, a decorrer de 20 a 26 de Outubro, em Gaborone, Botswana.

Do outro lado, estará um Costa do Sol que, depois de ter falhado a conquista tanto do campeonato nacional quanto da Engen Maputo Basket, pretende destronar as “locomotivas”, que conquistaram quatro títulos consecutivos.

Deolinda Ngulela, treinadora do Costa do Sol, quer definitivamente assumir o protagonismo nas competições internas.

Ferroviário bate-se com A Politécnica em masculinos

Duas das melhores equipas na temporada passada, Ferroviário de Maputo e A Politécnica, defrontam-se, às 18h30, no pavilhão do Maxaquene, num embate que se espera muito bem disputado.

Sem duas das suas melhores unidades na temporada transacta – Inélcio “Chirinho” Chire e Dércio “Dado” Mula -, jogadores que, por sinal, rumaram para o Ferroviário de Maputo, a A Politécnica parte para este embate algo desfalcada. Mais: com limitações no que diz respeito às posições quatro e cinco, nas quais Inélcio “Chirinho” Chire e Dércio “Dado” Mula faziam a diferença.

Aliás, estas duas unidades foram determinantes para que, em 2016, a A Politécnica alcançasse o terceiro lugar na Liga Nacional de Basquetebol, naquela que foi a sua melhor classificação de sempre. E, ano passado, ajudaram os “universitários” na final da Engen Maputo Basket, Campeonato da Cidade.

Do outro lado, estará um Ferroviário de Maputo que pretende começar a temporada com vitórias.

Já os campeões nacionais mantêm a sua estrutura do ano passado, ou seja, continuam no seu plantel nomes como Orlando “Nando” Novela, Hermelindo “Mindo” Novela, Baggio Chimonzo, Francisco Macaringue, Edson Monjane, entre outros.

Milagre “Mila” Macome irá continuar a exercer o cargo de treinador principal da equipa sénior masculina.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos