O País – A verdade como notícia

Ferroviário de Maputo paga pecados capitais na estreia na BAL

O Ferroviário de Maputo teve uma estreia pouco conseguida na Liga Africana de Basquetebol ao perder diante do Zamalek do Egipto, por 71-55. Os “locomotivas” estiveram bem nos primeiros dois períodos, mas sucumbiram no terceiro e quarto, a vir ao de cima à falta de ritmo competitivo e fraca capacidade de resposta, ditando uma diferença de 16 pontos

O representante moçambicano, que entrou com Demarcus Holland, Alvaro Masa, Milton Caifaz, Stelio Dinis e Custódio Muchate para o embate diante do Zamalek do Egipto, teve uma entrada em falso, principalmente no primeiro período, quando ainda procurava conhecer o seu adversário na quadra. Ainda tentou esboçar uma reacção à pressão exercida pelos egípcios e terminou a perder por 16-13, mas reagindo da melhor forma no segundo período, em que chagou a fazer 20 pontos, contra 18 do seu adversário, indo ao descanso a perder pela margem mínima de um ponto, 34-33.

No entanto, parece que o intervalo não fez aos jogadores “locomotivas”, uma vez que, no terceiro período, foram apáticos e deixaram o seu adversário fazer 15 pontos, contra apenas nove, naquele que foi o quarto mais fraco da turma moçambicana.

O resultado acabou por ser confirmado no último quarto, em que houve muito pouco dos moçambicanos a fazerem 13 pontos, contra 22 dos egípcios, sentenciando o resultado final em 71-55 a favor da turma da terra de faraó.

O Ferroviário de Maputo volta a entrar na quadra esta quarta-feira para medir forças com o Association Sportives des Douanes, do Senegal, à mesma hora.

 

ALVARO MASA, O MELHOR “MOÇAMBICANO”

No que diz respeito às estatísticas individuais, o espanhol Alvaro Masa acabou por ser o melhor em campo ao apontar 24 pontos, 11 ressaltos e 2 assistências ao longo do jogo. O “locomotiva” superou Walter Hodge, do Zamalek, que apontou 17 pontos.

Do lado dos moçambicanos, Demarcus Holland marcou 13 pontos e Milton Caifaz fez seis pontos. Custódio Muchate fez o papel de ressaltador e roubou seis bolas, seguido de Milton Caifaz com três roubos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos