O País – A verdade como notícia

Ferroviário de Maputo organiza Taça dos Campeões Africanos em femininos

Dois anos depois, Maputo volta a acolher a fase final da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores femininos.

A prova, a ser organizada pelo Ferroviário de Maputo, está prevista para 9 a 18 de Novembro de 2018, no pavilhão do Maxaquene.

Esta será a segunda vez que o Ferroviário de Maputo organiza o evento depois de, em 2016, o ter feito e falhado a conquista ao perder na final com o Interclube de Angola, por 67-49.

As “locomotivas” partem para esta competição com fortes ambições de conquistar o título, até porque nas últimas três edições ocuparam os lugares de pódio.

Em 2015, em Luanda, Angola, o Ferroviário de Maputo ficou em terceiro lugar numa competição em que a extremo Ana Suzana Jaime foi indicada melhor triplista.

Um ano depois, na capital do país, o Ferroviário de Maputo foi vice-campeão africano e viu Anabela Cossa ser considerada melhor triplista e constar do cinco ideal da competição.

Já em 2017, o Ferroviário de Maputo voltou a falhar o título ao perder na final com o 1º de Agosto de Angola, por 65-51, em partida disputada no pavilhão Multiusos do Kilamba.

Feitas as contas, as “locomotivas” ocuparam a segunda posição em três ocasiões: 2006, em Libreville, Gabão, 2016, em Maputo, e 2017, em Luanda, Angola.

A fase preliminar da zona VI da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores masculinos e femininos realiza-se de 21 a 29 de Outubro, em Bulawayo, Zimbabwe.

Moçambique far-se-á representar no certame, em masculinos, pelo Ferroviário de Maputo, campeão nacional, e Ferroviário da Beira, vice-campeão.  

Os clubes deverão confirmar a sua participação na fase preliminar da zona VI da Taça dos Clubes Campeões Africanos até o próximo dia 30 de Setembro.

Leonel Manhique “is back”

Depois de ter levado o Ferroviário das Mahotas ao histórico segundo lugar no Campeonato Nacional de basquetebol sénior feminino, Leonel “Mabê” Manhique regressa à equipa principal, em substituição de Carlos Alberto Niquice.

Mabê, que na qualidade de treinador principal liderou a equipa em 2015, quando ficou em terceiro lugar, e 2016, ano em que ocupou o segundo posto, tem a missão de levar as campeãs nacionais a conquista do título.

Ano passado foi um dos adjuntos de Iñak Garcia na prova havida em Angola.  Carlos Niquice passou para a equipa de juniores masculinos.

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos