O País – A verdade como notícia

Ferroviário de Maputo defronta First Bank nas meias-finais

Em 2016, Ferroviário de Maputo e KPA estiveram inseridos no grupo “A” da da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores femininos. 
As campeãs nacionais venceram KPA do Quénia por 84-58, em jogo da segunda jornada. A 27 de Novembro, no pavilhão do Maxaquene, Anabela Cossa liderou o Ferroviário de Maputo com 22 pontos e uma assistência em 22 minutos na quadra.  

Sob orientação de Carlos Ibrahimo Aik, o Ferroviário de Maputo atingiu em 2006 a final da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores femininos, prova realizada em Libreville, no Gabão. 

Nos quartos-de-final, a 27 de Outubro, as “locomotivas” travaram argumentos com o ISPU, a quem venceram por 73-68.

Já em 2007, em Maputo, nova presença no pódio: terceiro lugar. Nos quartos-de-final, o Ferroviário de Maputo arrancou uma vitória a ferros frente ao First Bank da Nigéria por 71-69. Carla da Silva fez das suas com 21 pontos na sua conta. Mas, nas meias-finais, caiu aos pés do 1º de Agosto de Angola com quem perdeu por 50-43. 

reforço de duas americanas, nomeadamente Stephanie Faulkner, de 30 anos, e Monica Naltner, 23, o Ferroviário de Maputo apresentava na equipa as atletas Zinóbia Machanguana, Júlia Machalela, Janete Monteiro, Nádia Zucule, Rute Muianga, Carla da Silva, Tatiana Ismael, Ondina Nhampossa e Deolinda Gimo. 

Oito anos depois, ou seja, em 2015, o Ferroviário de Maputo ficou em terceiro lugar numa prova havida em Luanda, Angola.

Na luta pelo acesso às meias-finais, as actuais vice-campeãs africanas derrotaram o Dolphins da Nigéria por cinco pontos: 79-74. Com 20 pontos em 30 minutos na quadra, Odélia Mafanela foi determinante na quadra do pavilhão multiusos do Kilamba. A nigeriana Ndidi Madu e Dulce Mabjaia contribuíram com 14 e 13 pontos, respectivamente.   
O Ferroviário de Maputo perdeu nas meias-finais com o Inter Clube por 70-51. 

No ano seguinte, em Maputo, o Ferroviário de Maputo voltou a marcar presença numa final da Taça dos Clubes Campeões Africanos de basquetebol em seniores femininos. 

Nos “quartos”, uma vitória dificílima diante das argelinas do Groupement Sportif des Pétroliers (69-57) fez crescer as expectativas da conquista do título. 

Ingvild Mucauro, com 16 pontos, cinco ressaltos e oito roubos de bola, foi a melhor unidade das “locomotivas”.  

Finalmente, em 2017, novamente o Groupement Sportif des Pétroliers da Argélia no caminho das campeãs nacionais. No pavilhão multiusos do Kilamba, superioridade da equipa moçambicana que venceu por 83-44. 

A queniana Sara Chan esteve em bom plano neste jogo com 19 pontos e nove ressaltos em 21:35 minutos na quadra, tendo sido secundada por Ingvild Mucauro com 15 pontos. 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos