O País – A verdade como notícia

Febre aftosa assola província de Maputo

A província de Maputo está a ser assolada pelo surto da febre aftosa, uma doença causada por vírus que afecta animais como bovinos, caprinos, suínos e ovinos sem no entanto causar problemas à saúde humana, mas sim prejuízos económicos. O Distrito de Magude é o epicentro da doença que já tem quatro animais identificados.

Está restringida a movimentação de animais como bois na província de Maputo devido à eclosão da febre aftosa na semana passada tendo como epicentro o Distrito de Magude. E os outros sete Distritos da Província continuam livres da doença. Alcinda Gaspar chefe dos serviços províncias de vernaria na Província de Maputo explica a seguir os contornos e impactos da doença. “Normalmente os animais que estão doentes são mantidos em quarentena não há como abater estes animais, e a posterior todos animais devem serem abatidos e maturados para não circular do vírus de animal para animal. Mas não há nenhum risco de as pessoas comerem carne contaminada, mas e um risco para continuar a disseminar a doença e preciso deixar claro que o vírus da febre aftosa e altamente contagioso e uma doença fronteiriça dai que 48 horas depois somos obrigados a informar a Organização Mundial da Saúde Animal, OIE, na sua sigla em inglês para controlar o surto e informar os países membros para fazer-se monitoria nas fronteiras. Neste momento a nossa carne não pode exportar, os nossos animais não podem ser movimentados e isso afecta a nossa economia”. Disse a responsável do sector pecuária.

Os Serviços pecuários da Província de Maputo garantem igualmente que a situação está controlada. ” O que estamos a fazer neste momento é o que chamamos de vigilância activa, todos animais à volta que estão ligados a aquele curral com 78 animais e sofrearam apenas quatro. Neste momento a doença está no distrito de Magude na vila de Sede no tanque de sabão e não esta em nenhum outro Distrito”.

Os Serviços Pecuários da Província de Maputo prosseguem investigações para se apurar a origem do vírus, visto que pode hospedar em animais selvagens assim como domésticos.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos