O País – A verdade como notícia

Farmacêuticos querem ser reconhecidos como profissionais e criar uma ordem

Os farmacêuticos querem ser reconhecidos como profissionais e defendem a criação de uma ordem. A intenção foi manifestada durante o primeiro congresso dos farmacêuticos de Moçambique.

Com o objectivo de juntar todos os farmacêuticos e mostrar o seu papel na sociedade, realizou-se esta sexta-feira o primeiro congresso dos farmacêuticos de Moçambique. O evento serve também como uma oportunidade para falar dos desafios da classe, sendo um deles a necessidade de criação de uma ordem dos farmacêuticos.

Os farmacêuticos mostram-se ainda preocupados com a venda ilegal de medicamentos, por isso apelam a população a contribuir para acabar com o fenómeno.

Moçambique conta actualmente com 580 farmacéuticos, entre nacionais e estrangeiros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos