O País – A verdade como notícia

FAO defende atenção especial aos pequenos agricultores

Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura considera que é determinante dar atenção especial aos pequenos agricultores para combater rapidamente a insegurança alimentar.

As estatísticas demostram que mais de 80 por cento da população moçambicana vive da agricultura e deste número maior parte pratica a agricultura familiar. Impulsionar a agricultura familiar no país é, na visão do representante da FAO em Moçambique, Hernani Coelho da Silva, um dos caminhos para reduzir os índices de insegurança alimentar. Para isso dar “uma especial atenção aos pequenos agricultores vai ser determinante para podermos atingir esse objectivo comum que nós temos”, introduz Da Silva, para quem é preciso mais: “um apoio às pequenas empresas no sentido de poderem contribuir para dinamizar essa capacidade produtiva do país deverá ser importante”.

Mas também, acrescenta o representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, é necessário “apoio para as médias e grandes empresas no sentido de poderem introduzir os investimentos que são necessários para a transformação do sistema no seu todo. Isso também vai ser determinante para alcançar as nossas metas”.

E esse é um objectivo que a organização internacional pretende defender na segunda edição da Mozgrow, que é realizada na Semana Mundial da Alimentação, cuja efeméride é assinalada a 16 de Outubro. “Para atingir esses objectivos precisamos de todos. Precisamos do Governo, dos parceiros de desenvolvimento, das instituições de investigação, do sector privado e dos meios de comunicação social”, afirma Hernani da Silva, acrescentando que “esse programa que vocês estão a criar (MOZGROW), vai definitivamente contribuir para alertar, informar e dinamizar a participação de todos rumo a esse objectivo comum. Acho que vocês já estão a fazer o vosso papel e nós agradecemos bastante esse trabalho conjunto”, terminou.

O representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura vai abordar o tema “Agricultura familiar e os desafios da insegurança alimentar em Moçambique”. A FAO é uma das agências das Nações Unidas, a que lidera esforços para a erradicação da fome e combate à pobreza. Composta por 194 Estados-membros e presente em mais de 130 países, a organização funciona como um fórum neutro, onde todas as nações que a compõe possuem peso igualitário no que tange às estratégias e decisões.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos