O País – A verdade como notícia

Familiares e individualidades dão último adeus a Cara-Alegre

Foram hoje a enterrar os restos mortais do deputado e combatente da Luta de Libertação Nacional, António Rufino Cara-Alegre Tembe, no cemitério de Lhanguene, na capital do país.

O veterano morreu, esta quinta-feira, vítima de doença no dia 19 de Outubro, na clínica do Hospital Central de Maputo. Cara-Alegre não resistiu ao cancro da próstata, doença diagnosticada há alguns anos.

O funeral do combatente da luta de libertação nacional foi realizado hoje, a partir das dez horas, no salão dos grandes actos da Assembleia da República e terminou por volta das 12 horas e 30 minutos.

Centenas de pessoas participaram na cerimónia do último adeus ao homem que dedicou grande parte da sua vida a causas nacionais.

Muita emoção marcou o velório do deputado. Participaram na cerimónia familiares, amigos, colegas, o ex-Presidente da República, Armando Guebuza, o ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Isac Chande, os governadores da cidade e província de Maputo e outras individualidades.  

O deputado deixa uma viúva e nove filhos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos