O País – A verdade como notícia

Familiares e amigos celebram Kalungano em Maputo

A família Dos Santos e amigos juntaram-se, esta sexta-feira, na Cidade em Maputo, para celebrar a vida e a obra de Kalungano. A iniciativa ontem lançada poderá ser anual.

As artes foram convocadas à celebração do poeta e libertador nacional: Marcelino dos Santos. No Montebelo Indy Maputo Congress Hotel, a sessão de exaltação da vida, das lutas, dos ideais e da obra de Kalungano começou com um momento de música clássica, protagonizado pelo Projecto Xiquitsi, da Associaçao Kulungwana. Com recurso a violinos e violoncelos, o grupo musical adicionou ao evento, que durou cerca de 60 minutos, emoções em jeito acordes. Foi a maneira que a família Dos Santos e amigos encontraram para fazer ecoar à memória dos participantes as lutas e o compromisso de um poeta e libertador nacional.

Depois da música clássica, e porque Marcelino dos Santos viveu a poesia intensamente, três adolescentes, alunas das escolas dos distritos de Boane e Namaacha, Província de Maputo, recitaram versos e emoções. As pequenas declamaram textos originais sobre Kalungano e sobre o que o poeta e herói nacional representa para Moçambique.

Na cerimónia, Marcelino dos Santos foi cantado, declamado e, igualmente, retratado através das artes plásticas. As várias telas que reflectem os rostos e o percurso de vida do autor de Canto do amor natural podem ser visitadas no Montebelo Indy Maputo Congress Hotel nos próximos dias.

Com efeito, além da família Dos Santos e amigos que organizaram o evento, na sessão de celebração de Kalungano esteve, a representar o Governo, a Ministra da Cultura e Turismo. Durante a sua intervenção, Eldevina Materula reforçou a necessidade de se celebrar a obra de Kalungano todos os dias. “As comunidades devem se apropriar e celebrar os seus heróis. E uma das formas de transmitir aos mais novos o conhecimento histórico do país, da comunidade, contribuindo assim para a auto-estima e identidade, é realizar este tipo de eventos e envolver os mais jovens”.

Em representação da organização da celebração, no Montebelo Indy Maputo Congress Hotel discursou Célio Saveca, para quem Marcelino dos Santos legou ao país a lição de se ser grande homem, pela sua amizade, simplicidade, grande alegria e pela entrega ao serviço ao próximo.

A celebração da vida e obra de Kalungano, de acordo com a família Dos Santos e amigos, é uma iniciativa que poderá ser anual.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos