O País – A verdade como notícia

Ex-vice-ministro da segurança chinesa condenado à prisão perpétua

O ex-vice-ministro da segurança chinesa, Ma Jian, foi condenado à prisão perpétua por corrupção e uso de informação privilegiada, Para além da condenação Jian terá que pagar uma multa de 6,37 milhões de euros.

Segundo o site Notícias ao Minuto, o ex-vice-ministro admitiu a sua culpa e decidiu não recorrer da sentença.

Jian trabalhou na agência de espionagem da China durante mais de 30 anos onde ocupava o cargo de vice-ministro desde 2006, e usou a sua influência em benefício do empresário Guo Wengui, um dos homens mais ricos da China.

Após ascender ao poder, o Presidente chinês, Xi Jinping, lançou uma campanha anticorrupção, hoje considerada a mais persistente e ampla na história da China comunista, e que resultou já na punição de um milhão e meio de membros do partido.

Os casos mais mediáticos de corrupção envolveram a prisão do antigo chefe da Segurança, Zhou Yongkang, e do ex-diretor do Comité Central do PCC e adjunto do antigo presidente, Hu Jintao e Ling Jihua.

Além de combater a corrupção, a campanha tem tido como propósito reforçar o "controlo ideológico" e afastar rivais políticos, com as acusações a altos quadros do regime a incluírem frequentemente "excesso de ambição política" ou "conspiração", escreve o Notícias ao Minuto.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos