O País – A verdade como notícia

Exposição fotográfica ‘O que é preciso é amor’ inaugurada em Maputo

O que é preciso é amor é o título da exposição fotográfica de Iria Marina, Mário Cumbana, Yassmin Forte, Tomás Cumbana, Tina Kruger e Adiodato Gomes. A colectiva foi inaugurada esta quarta-feira, no Balcão Premier do Absa Bank Moçambique, na cidade de Maputo.

Com a curadoria do fotógrafo espanhol Héctor Mediavilla e produção e montagem de Filipe Branquinho, a mostra narra as várias formas de amor, pelas pessoas, pelos animais, pelos objectos e pelas circunstâncias. Na verdade, a exposição é resultado duma formação de fotografia organizada pelo programa ACERCA, da Cooperação Espanhola, que busca, além da capacitação, criar vínculos internacionais entre artistas. Trata-se de um projecto coordenado pela Embaixada da Espanha em Moçambique, com efeito, realizado por seis fotógrafos, dos quais cinco são moçambicanos e uma residente há muitos anos, que escolheram, individualmente, um aspecto vinculado ao amor para desenvolver os seus projectos, numa perspectiva visualmente rica e impactante.

Para o fotógrafo Adiodato Gomes, a colectiva com a temática que tem se justifica porque não há nada melhor do que o amor. “Acredito que ninguém quer estar triste neste mundo, sobretudo agora, com esta pandemia”.

A exposição é constituída por obras de fotógrafos profissionais, “e julgamos que era uma boa oportunidade para trabalhar com colegas que não se vêem, e, assim, partilhar trabalhos”, disse Iria Marina.

A exposição O que é preciso é amor foi inaugurada na presença da Ministra da Cultura e Turismo. Eldevina Materula disse que a exposição a levou a reflectir sobre a descrição do resultado do amor, que são as relações pessoais. “Estão aqui patentes várias formas de amar. De facto, o que nós precisamos é o amor e aqui temos o amor em forma de fotografia”.

Do lado da organização, interveio Rui Barros, do Absa Bank Moçambique: “estamos muito contentes com o lançamento desta exposição em parceria com a Embaixada da Espanha de Moçambique, que financiou este projecto e lançou o desafio a jovens moçambicanos a fotografarem a nossa cultura sobre o tema O que é preciso é amor e a sua interpretação tão diferentes entre si”.

O que é preciso é amor estará patente no Balcão Premier do Absa Bank Moçambique até 21 de Novembro.

 

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos