O País – A verdade como notícia

Exploração de areias pesadas em Inhambane não será nas dunas primárias ao longo da costa

Com a confirmação em 2017 de mais de 4.4 biliões de toneladas de areias pesadas no distrito de Jangamo e Inharrime, diversas entidades manifestaram interesse para explorar o minério.

O Ministério dos Recursos Minerais recebeu 3 pedidos de licenciamento numa área total de 417 km2, tendo a de Jangamo 118.08 quilómetros quadrados, a de Dongane/Ravene 161.26 quilómetros quadrados e a de Chilubane 137.98 quilómetros quadrados e parte destas áreas chegavam até ao mar.

As autoridades esclarecem que decorre neste momento, um processo de redimensionamento dessas áreas.

O inspector-geral do Ministério dos Recursos Minerais e Energias Obete Luis, explicou ao “O Pais” que as areias pesadas ocorrem normalmente no litoral, dos projectos submetidos a aquela instituição, em parte deles, as coordenadas foram dar até ao mar, mas que para salvaguardar a zona costeira, as autoridades estão no momento a fazer o redimensionamento das áreas colocando uma zona de protecção costeira de cerca de 600 metros.

Obete assegurou que em circunstância alguma, a exploração de areias pesadas vai acontecer na costa.

O Ministério Público diz que está atento ao processo e garante que não vai permitir a violação de leis ambientais para o exercício da actividade.

Nazimo Mussa, Procurador-Chefe em Inhambane, disse que desde logo a procuradoria solicitou informações sobre essas concessões mineiras, para averiguar se tal estariam a violar a lei “existem sim concessões mineiras, mas essas não vão afectar a costa, em todo caso nós vamos continuar a acompanhar o processo e se for necessária a nossa intervenção, vamos agir” acrescentou o magistrado.

O processo de pesquisa de areias pesadas em Jangamo e Inharrime começou há 13 anos, tendo já sido instalada no distrito de Jangamo, uma unidade piloto que vai permitir o processamento de mais de 20 toneladas de amostras de areias pesadas para avaliação do concentrado nele contido

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos