O País – A verdade como notícia

Exército da RDC mata 72 rebeldes ugandeses

O Exército da República Democrática do Congo (RDC) afirmou ter matado 72 rebeldes ugandeses da Frente Democrática Aliada (ADF), após o ataque perpetrado sexta-feira contra uma base das Forças de Paz das Nações Unidas, disseram fontes militares, segundo a Lusa, citada por Notícias ao Minuto.

De acordo com aquele órgão de informação, a operação e o golpe contra a missão da ONU na RDC, denominada Monusco, causaram a morte a 15 Capacetes Azuis e cinquenta feridos, na região do Kivu, no leste da RDC. "As nossas tropas mataram 72 membros da ADF depois de perdermos um comandante", disse o general Jean Richard Kassonga, porta-voz da FARDC, à agência noticiosa Efe.

A região Nordeste da RDC é cenário de um longo conflito alimentado por dezenas de grupos rebeldes, com vários massacres, apesar da presença do Exército congolês e das forças da Monusco.

O recente ataque à Monusco, na noite de quinta para sexta-feira, na província de Kivu, foi atribuído aos rebeldes ugandeses, embora ainda não tenha sido reivindicado.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos