O País – A verdade como notícia

Exames extraordinários 2019: Reprovações em massa causam descontentamento a centenas de candidatos

Exames extraordinários voltam a registar reprovações em massa em quase todo o país. Dos mais de 10 mil candidatos inscritos, somente dois mil conseguiram fazer a 12 ª classe. Os candidatos reprovados exigem guia de correção.

As pautas falam por si. E revelam muitas reprovações nas várias disciplinas inscritas, com destaque para os exames de física e Matemática.

Inconformados, os estudantes exigem guia de correção e que o Ministério de Educação volte a utilizar o sistema antigo de correção manual.
Dados do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano indicam que foram inscritos 10.518 candidatos para 17 mil provas e destes aproximadamente 2 mil aprovaram. Para o director Nacional de Exames Certificação e Equivalências, Feliciano Mahalambe, a falta de preparação adequada está por de trás destes resultados.

A cidade e Províncias de Maputo e Nampula destacam-se como as que tiveram melhores resultados, contrariando as províncias de Inhambane Niassa e Tete com resultados extremamente baixos. O Governo investiu para estas provas mais ou menos um milhão de meticais.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos