O País – A verdade como notícia

Ex-presidente do Timor-Leste demite-se do Conselho de Estado

O Ex-presidente timorense, José Ramos-Horta, apresentou, hoje, à Presidência da República uma carta de demissão com efeitos imediatos do Conselho de Estado.

Ramos-Horta que confirmou sua decisão à Lusa, não aceitou avançar com detalhes do seu abandono ao posto que ocupava.

Segundo fontes citadas pelo Notícias ao Minuto, a decisão do Nobel da Paz se prende com vários aspectos, incluindo “o silêncio do Presidente da República relativamente à abstenção de Timor-Leste na resolução sobre Myanmar”.

“Não vou para já comentar a situação”, disse Ramos-Horta, confirmando que não participou na reunião do Conselho de Estado, de segunda-feira, convocada pelo Presidente da República para debater a renovação, pelo 15.º período do estado de emergência no país devido à COVID-19.

Ramos-Horta foi uma das vozes mais críticas da decisão de Timor-Leste se abster na votação de uma resolução da Assembleia Geral da ONU sobre Myanmar e que suscitou contestações no país.

Apesar de o voto estar já consumado, o primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, disse que o Governo tira lições para o futuro, sublinhando que a votação não substitui os valores e princípios que a nação defende, contemplados na Constituição.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos