O País – A verdade como notícia

Estrangeiros encontrados com passaportes falsos em Inhambane

A província de Inhambane, por onde passam cerca de 500 km da Estrada Nacional Número 1, continua a ser o corredor preferido por muitos estrangeiros com destino à vizinha África do Sul.

Desta vez, foram quatro pessoas que estavam num grupo de dez, que, usando passaportes falsos, cruzaram as fronteiras moçambicanas de Tete e só foram neutralizados no posto de fiscalização de Save, em Inhambane.

Segundo apurou o jornal “O País”, os referidos cidadãos pegaram passaportes autênticos quenianos de outras pessoas e colocaram as suas identidades.

No total, são três cidadãos somalis e um queniano que cruzaram a fronteira de Zobwé, onde tiveram o carimbo de entrada. No entanto, foi no posto de controlo do rio Save onde as autoridades de Migração, desconfiado dos passaportes, decidiram investigar até chegarem à conclusão de quem se tratava de documentos falsificados.

Os passaportes foram apreendidos e os estrangeiros retidos na cidade de Maxixe, mas até agora as autoridades não sabem da origem dos documentos falsificados.

É que as autoridades de Migração em Inhambane pretendiam saber como foi possível tal falsificação, mas o facto dos ilegais não saberem falar inglês nem português anula todas as tentativas de apurar a verdade.

O jornal “O País” sabe que, na segunda-feira, 10 malawianos também foram encontrados com passaportes falsos em Gaza com destino.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos