O País – A verdade como notícia

Ester Gomes brilha no campo de treinos da NBA

A basquetebolista moçambicana, Ester Gomes, esteve em destaque no campo de treinos da NBA- Basketball Without Borders Africa-, evento havido entre os dias 2 e 5 de Agosto, em Joanesburgo, África do Sul.

A atleta do Ferroviário de Maputo foi eleita pela organização como melhor jogadora do campo (Camp MVP) enquanto a sua compatriota Carla Budane chamou a si o título de jogadora mais valiosa (All Star Game MVP) neste evento que junta os 80 melhores atletas da categoria sub-18 de 65 países.

As atletas moçambicanas receberam os respectivos troféus das mãos de Adam Silver, Comissário da NBA, e Patrick Baumann, Secretário-geral da FIBA, respectivamente.

Esta não é a primeira vez que basquetebolistas moçambicanos deram cartas neste evento promovido pela FIBA e NBA.

Em 2015, a valorosa base Sílvia Amadeu Veloso- recentemente transferida do Ferroviário da Beira para o Seward County Community College dos EUA- esteve em bom plano no “Basketball Without Borders Africa”, tendo sido eleita melhor jogadora do campo.

Em 2016, foi a vez de Chanaia Pinto, jogadora que evolui no Quinta dos Lombos de Portugal, ser considerada melhor jogadora do campo. Chanaia Pinto esteve em evidência, este ano, ao ajudar – juntamente com Carla Covane- o Quinta dos Lombos a ser bicampeão distrital de Lisboa.

Fruto das suas exibições, foi chamada para a selecção nacional de basquetebol sénior feminino que, de 18 a 27 de Agosto corrente, irá disputar o Campeonato Africano de Basquetebol no Mali.

Serve de referência dizer que esta é a primeira vez que dois atletas moçambicanos são distinguidos no mesmo evento.

Ao nível dos masculinos, o nosso país foi representado no campo de treino da NBA por Edson Chavane, jogador do Desportivo de Maputo.

Esta foi a primeira vez que Moçambique conquistou dois galardões neste evento, não deixando nada para a forte concorrência.

Lembre-se que os atletas permaneceram durante quatro dias no campo de treinos, tendo tido a possibilidade de aperfeiçoar as suas habilidades técnicas sob o comando de jogadores e treinadores da NBA, participar de workshops sobre a importância da educação, liderança, desenvolvimento do carácter, saúde, promoção da amizade e diversidade. No último dia, os eleitos para o All Star Game compartilharam o mesmo palco que acolheu o NBA Africa Game – Team Africa Vs Team World.

Basketball Without Borders (BWB) é um programa para o desenvolvimento do basquetebol e sua disseminação pelas comunidades de vários países. Foi criado pela NBA e FIBA e desde a primeira actividade, em 2001, já alcançou mais de 2780 jovens atletas de 134 países, dos quais 46 foram indicados para a NBA (drafts).

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos