O País – A verdade como notícia

Estão adiadas as novas taxas dos cemitérios na cidade de Maputo

O Conselho Municipal da Cidade de Maputo (CMCM) recuou. Está adiada a publicação e a entrada em vigor das novas taxas de cemitérios. A plenária justifica que houve má interpretação da informação.

O adiamento das novas tarifas fúnebres acontece uma semana depois da Assembleia Municipal da Cidade de Maputo ter aprovado taxas extraordinárias de cemitérios.

Sem data, Samuel Mudumela, Presidente da Plenária Municipal da cidade de Maputo, diz que a entrada em vigor das novas taxas ficará adiada enquanto durar a situação da pandemia da COVID-19.

Assim, os munícipes vão continuar a pagar pelas cerimónias com as anteriores tarifas, aprovadas em 2011.

Por exemplo, com as novas tarifas fúnebres, o valor da reserva de espaço para enterrar um cadáver, estava fixado em 1.500 meticais, relativamente aos anteriores 500. O valor pago pela cremação de um cadáver passava para 5 mil meticais, um aumento em 10 vezes mais.

E não paravam por aí. Para o depósito de um ente querido num jazigo, o familiar teria de desembolsar 10 mil meticais, ou seja o dobro do valor actual.

Perante a situação, munícipes e sociedade civil manifestaram desagrado, acusando o Município de ser insensível para com os seus concidadãos, ao agravar os custos de funerais dos seus entes queridos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos