O País – A verdade como notícia

Estados-membros da UE defendem missão de formação militar em Moçambique

Os 27 Estados-membros da União Europeia (UE) defenderam, hoje, o conceito de gestão de crise da futura missão de formação militar da União Europeia em Moçambique, estabelecendo, assim, o primeiro passo que levará à formalização da aprovação da missão pelo Conselho da agremiação.

Segundo fontes diplomáticas, citadas pelo Notícias ao Minuto, a aprovação da missão de formação militar deverá ocorrer em 12 de Julho, durante o Conselho de Negócios Estrangeiros, que reúne o conjunto dos chefes das diplomacias europeias.

Os 27 Estados-membros preveem lançar uma medida de assistência às Forças de Defesa e Segurança de Moçambique (FDS), uma possibilidade que inclui o fornecimento de “equipamento não letal, de maneira a apoiar a projecção em Cabo Delgado do exército moçambicano”, escreve o Notícias ao Minuto.

A formação militar em Moçambique será a primeira missão europeia no quadro da Política Comum de Segurança e Defesa a ser financiada através do Mecanismo Europeu de Apoio à Paz, um instrumento financeiro de cinco mil milhões de euros que permite, pela primeira vez, à União Europeia fornecer equipamento militar a países no mundo inteiro.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos