O País – A verdade como notícia

Estado do Maranhão multa Bolsonaro por aglomeração sem máscara

O Governo do Estado do Maranhão multou o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, por não usar máscara e provocar uma aglomeração durante um evento realizado ontem no Município de Açailândia.

A multa foi imposta pelas autoridades sanitárias do Estado do Maranhão por “não cumprimento da obrigação de usar máscara” e “causar aglomerações sem controlo sanitário”, num evento com mais de 100 pessoas.

De acordo com o Notícias ao Minuto, a sanção foi enviada para o Palácio do Planalto, a sede do Governo federal, e o valor da coima pode variar entre 2.000 reais  e 1,5 milhões de reais, um montante que será definido uma vez apresentadas as alegações da defesa de Bolsonaro.

Bolsonaro, um dos líderes mais negacionistas sobre a gravidade do Coronavírus, liderou esta sexta-feira um evento em Açailândia, no qual voltou a manifestar-se contra as medidas de distanciamento social impostas pelos governadores e autarcas para conter a pandemia.

O Presidente não fez alusão à situação sanitária do país, que acumula 446.309 mortos da COVID-19 e está, segundo os especialistas, à beira de enfrentar uma nova vaga da pandemia.

O Brasil registou 76.855 novos casos de infecção pela COVID-19, nas últimas 24 horas e aproxima-se dos 16 milhões de casos (15.970.949) desde o início da pandemia.

Em relação ao número de mortes, o país sul-americano, com 212 milhões de habitantes, contabilizou 2.215 óbitos nas últimas 24 horas.

Os dados fazem parte do último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde do Brasil, o segundo país com mais mortos em todo o mundo e o terceiro com mais infecções, em números absolutos.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos