O País – A verdade como notícia

“Espero ser julgado pelo que está nos autos e não por convicções”

Na véspera de seu julgamento pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira, acreditar que os desembargadores o julgarão pelos autos do processo e não por suas convicções políticas, esceveu O Globo.

Em 35 minutos de discurso, o petista, numa fala típica de candidato, atacou o governo do presidente Michel Temer e chegou a dizer que "não existe nenhum magistrado no país mais honesto do que ele"Lula também reconheceu que o PT cometeu "erros", mas, segundo ele, os erros do partido foram menores do que os dos adversários.

“Eu não vou falar do meu processo. Não vou falar da Justiça. Primeiro que eu tenho advogados competentes que já provaram a minha inocência. Segundo, porque eu acredito que aqueles que vão votar deverão se ater aos autos do processo e não à convicções política de cada um. Terceiro porque eu tenho vocês” discursou aos simpatizantes do PT.

O ato foi realizado na Esquina Democratica, tradicional ponto de manifestações políticas da capital gaúcha. Lula disse ter ido ao local para falar do Brasil.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos