O País – A verdade como notícia

Escolinhas comunitárias testam manual harmonizado

A direcção Nacional para a área de Desenvolvimento da Infância no Ministério moçambicano do Género, Criança e Acção Social vai testar, ainda este mês, o primeiro manual harmonizado de actividades para as escolinhas comunitárias no país.

De acordo com a AIM, que cita Páscoa Sumbana Ferrão, directora nacional adjunta para a área de Desenvolvimento da Infância, o objectivo é padronizar-se os conteúdos ensinados nas escolinhas comunitárias, para que não haja diferenças em termos de programas de atendimento de crianças em idade pré-escolar.

“Temos um único programa para os centros infantis mas não tínhamos um harmonizado para as escolinhas comunitárias. O que acontece é que cada coordenador de escolinha comunitária usa o seu manual, dependendo do parceiro que tem. Se o parceiro é um alemão vai usar manuais alemães; se é português vai também usar o português, assim sucessivamente”, disse.

“Nós temos que usar aquilo que é nosso. É daí que surgiu a necessidade de elaborar este manual cuja fase experimental deverá terminar em Agosto deste ano”, esclareceu a fonte.

Em Moçambique 87.500 crianças frequentam o ensino pré-escolar nos centros infantis públicos e privados, e em escolinhas comunitárias que funcionam no país.

A meta, segundo Páscoa Ferrão, é que se alcancem 94 mil crianças até 2019, de acordo com a previsão inscrita no Plano Quinquenal do Governo (2015-2019).

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos