O País – A verdade como notícia

Erro humano e falha técnica causaram queda da avioneta da Força Aérea

Foto: O país

Problemas técnicos, aliados a um erro da tripulação, causaram a queda da aeronave da Força Aérea de Moçambique, ocorrido em Janeiro deste ano, aponta o relatório preliminar da comissão de inquérito constituída. A casa destruída na ocasião já está a ser reerguida.

Foi a 11 de Janeiro passado, numa terça-feira, quando um avião caiu, tendo morrido dois oficiais do exército moçambicano que faziam treinamento. Um dia depois do incidente, foi anunciada a criação de uma comissão de inquérito para investigar as causas da queda e já estão disponíveis os resultados preliminares, num relatório de 45 páginas, e com alguns anexos, cujo conteúdo foi partilhado pelo comandante da Força Aérea de Moçambique.

“Podemos considerar as duas coisas, perda de potência do motor factor técnico e erro humano. Este último é suposição, não é definitivo, o que quer dizer que aconteceu, porque a tripulação perdeu a vida e a aeronave não tem caixa negra e, se a tivesse, podíamos comparar os parâmetros para saber se terão reagido mal ou não a este domínio de emergência”, explicou Cândido Tirano.

A casa destruída na altura da queda da aeronave já está a ser reerguida. Amaral Nhamussua, arquitecto da Força Aérea, garantiu que as obras serão concluídas em breve. Luís Cumbe, dono da casa, disse estar esperançoso na conclusão da sua residência.

Espera-se que, nos próximos dias, sejam revelados mais detalhes do relatório da comissão de inquérito que investigou a queda da referida avioneta.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos